Conheça o ponto mais alto de Campos do Jordão e lindas cachoeiras!

Campos do Jordão, interior de SP, é um dos lugares favoritos dos paulistas na época do frio, muitos sabem. O que nem todos sabem é o quê fazer em uma cidade que tem 50 mil habitantes e um centro principal com 10 quadras? Pois é exatamente por isso que pessoal viaja para lá, para curtir um clima de cidade pequena com estrutura de cidade grande.
Há alguns anos Campos do Jordão vem se tornando cada vez mais popular não só aos que gostam de fazer encontros de motos, carros antigos e carros de luxo, mas também aos que querem encontrar natureza, ar puro, montanhas e parques, além de gente bonita, alta gastronomia e boas compras!
Ducha de Prata e Pico do Itapeva
Este é o ‘caminho da roça’ de todos que visitam a cidade. Isto porque caminhando ou dirigindo em uma reta só, é possível conhecer 3 pontos turísticos (ou mais) de uma só vez!
Ducha de Prata é basicamente um amontoado de mini-cachoeiras e duchas artificiais que chamam a atenção dos visitantes por parecer uma máquina de Rube Goldberg, de reação em cadeia (igual à abertura do programa Rá-Tim-Bum), onde a água canalizada que vem do Ribeirão das Perdizes sai de um cano, entra em outro e vai para outro. Com muitas árvores, rochas e água gelada, o local convida a todos a tirar mil fotos e passear entre as plataformas, mini-trilhas e pontes de madeira. Produtos artesanais e souvenirs também são encontrados nas lojinhas do pátio de entrada. O local é muito seguro, porém os pais precisam ficar bem atentos aos pequeninos prontos a sairem correndo, àpular pedras ou a se jogarem na água, para não estragar o passeio. Pais: mãos dadas o tempo todo! Adultos: não inventem de fazer graça ou querer tirar foto no meio da cachoeira. Lá é para observar e não necessariamente interagir com a natureza. A Mother Nature agradece – e os outros turistas, também.
Endereço: Avenida Roberto Simonsen – Vila Inglesa. Como chegar: Aos que vem do Morro do Elefante, seguir sempre reto a avenida paralela ao córrego (Av. José Manoel Gonçalves), e seguindo a próxima avenida (Av. Paulo Ribas) sempre em frente. A Ducha de Prata fica ao lado direito. Outra opção é sair da Vila Capivari, o centro turístico da cidade, passar pelo Shopping Boulevard Geneve e seguir sentido ao Tênis Clube. Vire à direta, sempre em frente. Aos perdidos, seguir as placas até o local. Como ir: carro, trenzinho, ou mesmo de bike ou a pé, aos que gostam de uma boa caminhada (com direito à muita subida).
Ao sair da Ducha de Prata, prossiga viagem pela Avenida, morro acima (Av. Marianne Baumgart), sempre reto e seguindo o asfalto, para chegar ao Pico do Itapeva, que significa Pedra Chata, na língua indígena; em nenhum momento você deverá entrar em estradas de terra. Você passará por paisagens icônicas com direito à muito – e muito – verde. Em meio à um vale, os turistas também costumam parar os carros para admirar dois dos maiores hotéis na região, o Home Green Home e Quatre Saisons, com arquitetura Normanda, totalmente européia. O local é um verdadeiro cartão postal. São hotéis realmente grandes e a impressão é que encontramos dois castelos perdidos no meio do caminho.
Seguindo estrada, mais um ponto que também chama a atenção dos turistas é um grande lago com paisagem lindíssima, de filme de romance. Se o sol estiver raiando, as cores da natureza vibram e a vontade é de ficar no gramado o dia inteiro apreciando a paisagem. Durante o ano todo, uma equipe oferece esportes como canoagem e uma tirolesa, que atravessa o lago de uma ponta à outra, garantindo a diversão da garotada e um friozinho na barriga dos adultos.
Após o lago, finalmente à alguns metros de distância fica o cume do Pico do Itapeva, com duas áreas para parar o carro e observar as 15 cidades do Vale do Paraíba entre as nuvens, muita mata, morros e montanhas. Com 2030m de altitude, o Pico do Itapeva é um dos pontos mais altos da cidade, oferecendo uma imagem panorâmica incrível e privilegiada da Serra da Mantiqueira. Aproveite para respirar fundo o ar puro e gelado, é raridade nas cidades grandes e faz bem ao corpo e à alma. As cidades avistadas são: Tremembé, Guará, Aparecida, Taubaté, Pindamonhangaba, Roseira, Caçapava, Potim, Cruzeiro, Lorena, Piquete, Moreira Cesar, São José dos Campos, Eugênio de Melo e Cachoeira Paulista.
Antigamente era possível comprar muita malharia de boa qualidade – e ótimo preço – e doces artesanais na feirinha que se espalhava por lá. Porém uma área próxima foi comprada com o plano de se fazer um shopping center e os lojistas perderam sua licença. Hoje, por ser área militar, o local ficou inutilizável e sem infra-estrutura nenhuma para turistas – porém  vale muito a pena conferir a vista do Pico do Itapeva! Os mais aventureiros aproveitam as diversas trilhas que começam no Pico e vão mata adentro à cavalo, de moto, bicicleta ou até mesmo a pé. E os turistas que desejam ir às compras, encontram hoje a feira de artesanato em um grande barracão próximo à bilheteria do trenzinho da cidade.
Você Sabia? Devido ao seu relevo, o Pico do Itapeva abriga retransmissores de UHF e VHF, e também um laboratório de pesquisas de raios cósmicos montado pela Força Aérea Brasileira, a FAB.

Quer outras dicas de passeios em Campos do Jordão? Acompanhe nossa página!

Bom frio e boa viagem!

0 Comentários

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *